Linha de pesquisa 3: História da história da África

História da história da África

 

Resumo:

Esta linha de pesquisa estuda: 1- Etnografia e História das Práticas Expressivas e das Línguas das Áfricas, concentrando-se na reflexão sobre a história social das sociedades africanas da costa oriental. Parte-se da investigação crítica sobre o nome África e sobre o adjetivo africano privilegiando-se a perspectiva de longue durée como estratégia critica aos essencialismos e anacronismos da experiência contemporânea africana.  Objetiva-se investigar a historicidade destes campos semânticos em práticas expressivas e em línguas faladas no leste sul africano (suaíli, gitonga, ronga, gujarati...). As pesquisas vinculadas valorizam a experimentação artística e o uso de línguas desenvolvendo-se nos seguintes  temas: a)A história da história da África; b) Teatro hindu no Índico; c) Dança Contemporânea em Maputo; d)Estudo das línguas suaíli, gujarat, gitonga, zulu; e) Danças de Umbigada em Moçambique   f) O espírito das coisas hindus no sudeste africano; g) Do que riem os falantes de suaíli?; h) Do cômico (na expressividade popular) na costa oriental africana 2- As influências exercidas pelas teorias do eurocentrismo, do afrocentrismo e do asianismo na produção historiográfica acerca do mundo antigo, concentrando-se nos subtemas: a) o lugar da história da Antiguidade Clássica na obra dos historiadores africanos envolvidos nos volumes sobre o mundo antigo da coleção História Geral da África; b) os debates em torno da construção dos volumes da coleção História Geral da África voltados para o mundo antigo; c) os perfis biográficos dos historiadores da Antiguidade participantes da Coleção; d) as discussões acerca do lugar discursivo ocupado pelo Egito na historiografia – dentro ou fora da África. 3- As concepções de tempo histórico e tempo social nas narrativas gregas, africanas e asiáticas do mundo antigo.

 

Pesquisadores: 

Prof. Dr. Adilton Luis Martins (Pós-doc Unifesp); Prof. Dr. Gilberto da Silva Francisco (Unifesp), Prof. Dr. Glaydson José da Silva (Unifesp), Prof. Dr. José Geraldo Costa Grillo (Unifesp), Prof. Dr. Julio César Magalhães de Oliveira (USP), Prof. Dr. Júlio César Mendonça Gralha (UFF), Profª. Drª Kátia Maria Pozeer (UFRGS), Profa. Dra. Maria Aparecida de Oliveira Silva (Pós-doc USP); Profa. Dra. Maria Regina Cândido (UERJ), Profa. Dra. Marta Jardim (Unifesp) e Profa. Dra. Patrícia Teixeira Santos (Unifesp), Prof. Dr. Pedro Paulo Abreu Funari (Unicamp), Profa. Dra. Raquel dos Santos Funari (Unicamp), Profa. Dra. Renata Senna Garraffoni (UFPr), Prof. Dr. Renato Pinto (UFPe) e Profa. Dra. Samira Adel Osman (Unifesp).

 

 

1 - Etnografia e História das Práticas Expressivas e das Línguas das Áfricas

Bibliografia

APPADURAI A: A vida social das coisas: as mercadorias sob uma perspectiva cultural, Editora da UFF, 2010

APPIAH, K. A.. Na Casa de Meu Pai – a África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997 (1993)

BAKTHIN, M. A cultura popular na idade média. O contexto de François Rabelais, Hucitec, Brasília, 1999 (1977)

BALANDIER, G. :  O poder em cena Editora Universidade de Brasília, 1982 (1980)

CARNEIRO DA CUNHA, [J.]M. 
1983 Arte Afro-Brasileira. W. Zanini (Coord.). História Geral da Arte no Brasil. Vol. II. São Paulo, Instituto Walther Moreira Salles.

COHN, B.: India: The Social Anthropology of a civilization,Prentice Hass International, Inc,  New Jersey, 1971

COMAROFF,  Jean and Jean: Ethnography and the Historical Imagination, Westview Press, Jul 19, 1992

DAWSEY J.- De que riem os  boias frias? Walter Benjamin e o teatro épico de  Brecht em carrocerias de caminhões .Tese de Livre Docência, FFLCH,  USP , 1999

DIAS, J.: Os Macondes de Moçambique. Volume 4: Sabedoria, língua, literatura e jogos.  Junta de Investigação do Ultramar, Lisboa, 1966.

DIAS, N. M. F.: Remigração e etnicidade: mobilidade hindu no trânsito colonial entre a África de leste e a Europa. Tese de Doutoramento em Ciências Sociais, ICS, Lisboa, 2003.

DIRKS, N.: Castes of Mind: Colonialism and the making of modern India. Princeton University Press, 2001

DEBERT, G. G. . A Antropologia e os Novos Desafios nos Estudos de Cultura e Politica. Interseções (UERJ), v. 13, p. 165-177, 1997.

FABIAN, J. ; Language and Colonial Power: The appropriation of swahili in the former Belgian Congo, 1880-1938, Cambridge University Press, 1986.

FABIAN, J. : Power and performance: Ethhnographic explorations through Proverbial Wisdom and Theater in Shaba, Zaire. The University of Wisconsin Press, 1990

FABIAN, J. : Remembering the present: Painting and Popular History in Zaire. University of California Press, 1996.

FEIERMAN, S.. African histories and the dissolution of world history [Histórias africanas e a dissolução da história mundial]. In: BATES, R. H.; MUDIMBE, V. Y.; O’BARR, J. (editors). Africa and the disciplines: the contributions of research in Africa to the Social Sciences and Humanities. Chicago: University of Chicago Press, 1993, pp.167-212. Tradução para o curso de História da África - Cristina Wissenbach.

GANDHI, : Hind swaraj and other writings. Edited by A. Parel. Cambridge Texts in Modern Politics, 1997

GOODY, J. : O oriental, o antigo e o primitivo: os sistemas de casamento e família nas sociedades pré-industriais da Eurásia.2008 (1990)

GOODY, J. and TAMBIAH, S. T. : Bridewealth and dowry. Cambridge University Press, 1973

GOLDSTEIN, Illana: “Reflexões sobre a arte “primitiva”: o caso do musée Branly ” in: Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 14, n. 29, p. 279-314, jan./jun. 2008

JARDIM, Marta: O que este hindu esta fazendo ai: história e antropologia da reprodução da família hindu no sudeste africano. In: FUNARI, P. et all (org)  As veias negras do Brasil - conexões brasileiras com a África.Coleção Syllabus, EDUSC, Bauru, 2012.

JUNOD, Henri A .  Usos e Costumes dos Bantos. Maputo: Arquivo Histórico de Moçambique.  Quinta parte do Volume II - “Vida literária e artística  (Caracteres do intelecto bantu, O folclore Tsonga, A musica).  Arquivo Historico de Moçambique, Documento 3 , Maputo, 1996, (1903)

KUPER, Adam: Wives for cattle: Bridewealth and marriage in Southern Africa. Routledge & Kegan Paul, London,1982

 

 

 

 

 

 

 

 

KUPER, Hilda (1960). Indian people in Natal. Natal: University Press

MAGNANI, Jose G. C.  Festa no Pedaço – Cultura Popular e Lazer na cidade. Editor Hucitec, Unesp, 1998.

MELLO e SOUZA, Gilda: A estética rica e a estética pobre dos professores franceses . Aula inaugural do cursos de 1973 do Departamento de Filosofia Letras e Ciências Humanas da USP, Revista Discursos 9, 1978

MITCHELL, C., A dança kalela, Aspects of Social Relationships among Urban Africans in Northern Rhodesia. The Rhodes-Livingstone Intitute by the Manchester University, Press, 1956

OVERING, J., "O Mito como História: Um problema de Tempo, Realidade e Outras Questões" in Mana, 1(1), outubro, 1995.

PARTHA M.:. Much Maligned Monsters, History of European Reactions to Indian art. University of Chicago Press (August 1, 1992)

PANIKAR, K. M.: A dominação ocidental na Ásia: Editora Saga, Rio de Janeiro, 1965

PRICE, S. A arte dos povos sem história. In: Afro-Ásia, Salvador: UFBA, 1996. no18 (p.207).

RADCLIFFE- BROWN, A.R.: Parentesco por brincadeira in: Estrutura e Função na sociedade primitiva. Editora Vozes, 2013 (1971)

RANGER, T. O. Dance and Society in Eastern Africa. The Beni Ngoma. University of Califronia Press, Berkeley, 1975

THOMAZ, O. R.. Ecos do Atlântico Sul: representações sobre o terceiro império português. Rio de Janeiro; São Paulo: Editora UFRJ: FAPESP, 2002. 360 p. il., mapas. ISBN 8571082510. Cap 4- Exposições coloniais + Lista das Exposições (anexo)
(Unifesp - Campus Guarulhos, 946.9036 / T465e / 2002)

TURNER, V.: From Ritual to theatre: The human seriousness of play. Paj Publications A division of performing arts journal, Inc New York, 1982

TURNER, V: Floresta dos Símbolos, aspectos do ritual NdembuEDUFF;   Rio de Janeiro,  2000, (1967)

WEVLE, Kl: Resultados científicos da minha viagem de pesquisas etnográficas no sudeste da África oriental. Departamento de museus, Maputo, Moçambique, 2010 (1913) 

WILLIANS, R. Drama em cena. Cosac Nayf, São Paulo, 2010 (1981)

 

 

 

 

 

 

 

 

2 – As influências exercidas pelas teorias do eurocentrismo e do afrocentrismo na produção historiográfica acerca do mundo antigo, concentrando-se nos subtemas

Bibliografia

BÉRARD, C. The Image of the Other and the Foreign Hero, in: COHEN, B. (Ed.) Not the Classical Ideal. Brill: Leiden, 2000, pp. 390-412.

BERNAL, M. Black Athena. The afroasiatic Roots of Classical Civilization. New Jersey:Rutegrs University Press, 2 vols, 1987.

Bernal, Martin.  A imagem da Grécia Antiga como uma ferramenta para o colonialismo e para a hegemonia européia. Tradução de Fábio Adriano Hering. In: Funari, P. P. A. (Org.).  Repensando o Mundo Antigo. Campinas, IFCH-UNICAMP, 2002. Coleção Textos Didáticos número 49. pp. 09-27

BISPO, C. P. M. Narrativa, Identidade e Alteridade nas Interações entre Atenienses e Etíopes Macróbios nos séculos VI e V a.C.. Rio de Janeiro. Dissertação de Mestrado.Programa de Pós-Graduação em História Comparada. Departamento de História,UFRJ, 2006.

BOURGEOIS, A. La Grèce Antique devant la Negritude. Paris: Presence Africaine, 1971.

CARDOSO, C. F. S. A Etnicidade Grega: Uma Visão a partir de Xenofontes, Phoînix 8

pp. 75-94, 2002.

COLEMAN. J. E. Did Egypt Shape the Glory that was Greece? in: LEFKOWITZ, M. R. and ROGERS, G. M. Black Athena Revisited. Chapel Hill and London: The University of  Carolina Press, 1996, pp. 280-302.

FARIAS, P. F. de M. Afrocentrismo: entre uma contranarrativa histórica universalista e o relativismo cultural. Afro-Ásia, 29/30 (2003), 317-343.

HALL, J. Ethnic Identity in Greek Antiquity. Cambridge: Cambridge University Press, 2000.

ISAAC, B. The Invention of Racism in Classical Antiquity. Princeton: Princeton University Press, 2004.

IZIDORO, J. L. Cristianismo Etíope a partir da Experiência Étnica Narrada em Atos 8:26-40. São Bernardo do Campo. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião. Universidade Metodista de São Paulo, 2005.

LEFKOWITZ, M. R. and ROGERS, G. M. Black Athena Revisited. Chapel Hill and London: The University of North CarolinaPress, 1996.

LEFKOWITZ, M. R. Ancient History, Modern Myths. Are Ancient Historians Racist? In: LEFKOWITZ, M. R. e ROGERS, G. M. Black Athena Revisited. Chapel Hill and London: The University Of North Carolina Press. 1996, pp. 3-23.

SAID, E. W. Orientalismo. O Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

SNOWDEN, Jr., F. M. Blacks in Antiquity. Ethiopians in the Greco-Roman Experience.Cambridge: Harvard University Press, 1970.

SNOWDEN, Jr., F. M. Before Color Prejudice. The Ancient View of Blacks. Cambridge: Harvad University Press, 1991.

SNOWDEN, Jr., F. M. Bernal’s “Blacks” and the Afrocentrists, in: LEFKOWITZ, M. R. and ROGERS, G. M. Black Athena Revisited. Chapell Hill and London: The University of North Carolina Press, 1996, pp. 112-128.

SOUZA, R. J. A. Tragédia “Édipo Triano” de Sófocles. O que Ela tem a nos Dizes sobre Relações Raciais no Campo da Historiografia Brasileira? Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em História Comparada. Departamento de História. Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2007.

THOMPSON, L. A. Romans and Blacks. London: Routledge and Oklahoma University Press, 1989.

TRITLE, L. A. Vision or Dream of Greek Origins? In: LEFKOWITZ, M. R. and ROGERS, G. M. Black Athena Revisited. Chapel Hill and London: The University of North CarolinaPress, 1996, pp. 303-330.

VERMEULE, E. T. The World Turned Upside Down, in: LEFKOWITZ, M. R. and ROGERS, G. M. Black Athena Revisited. Chapel Hill and London: The University of North Carolina Press, 1996, pp. 269-279.

 

 

 

 

 

 

 

 

3 – As concepções de tempo histórico e tempo social nas narrativas gregas, africanas e asiáticas do mundo antigo

CHIDISTER, David. Savage Systems. Colonialism and the comparative religion in Southern Africa. Cape Town: University of Cape Tow, 2006

ELIADE, Mircea. Mefistófeles e o Andrógino. Comportamentos religiosos e valores espirituais não europeus. São Paulo: Martins Fontes, 1999. HUNWICK. John O. Religion and the National Integration in Africa. Evanston, Northwestern University Press, 1992

PUECH, Henri Charles.  Le religioni nell´etá del colonialismo e del neocolonialismo.Bari: Later za,1990.

 OPOKU, K. A. A religião na África durante a época colonial. In: BOAHEN, A.A. (org) . História Gerald a África- vol. VII- África sob dominação colonial, 1880-1935. São Carlos: UFSCAr/MEC, 2012.

 

 

 

 
   

 

 

Publicações

  • Revista Heródoto
  • Chamada de Artigos
  • Nossos Textos
  • Bibliografia Temática
  • Banco de Dados e Interface

Projetos de Pesquisa

  • Doutorado
  • Mestrado
  • Iniciação Científica